Registro de Trauma revela que ocorrências de trânsito causam um terço das internações por trauma em Buenos Aires.

transito-y-transporte-2228780w640

O mapa mostra os locais onde os pacientes feridos são auxiliados: automóvel (rosa), ciclismo (verde), motociclistas (azul) e pedestres (violeta). Foto: Cortesia Trauma Foundation

Dados do Sistema de Trauma  revelam que um terço das internações hospitalares e 75% das assistências por ambulâncias nas ruas em Buenos Aires são causadas por ocorrências do trânsito. Outras causas incluem quedas, agressões e afogamentos.

O sistema possui mais de 38.000 registros de pacientes tratados por trauma na província de Buenos Aires e está sendo construído há seis anos pela Fundación Trauma, com uma incorporação progressiva dos hospitais para formar a rede atual de 10 centros e sistema de emergência de Buenos Aires. Os números se traduzem em cerca de 900 internações por trimestre apenas na rede de hospitais públicos que trabalham com a entidade. Eles são, em todos os casos, evitáveis.

A maioria dos lesionados em estradas públicas (55%) são motociclistas, seguidos pelos motoristas (26%), os peões (8%) e os ciclistas (6%).

Os acidentes com motos são mais comuns entre os 16 e 34 anos. 80% dos motociclistas não usam capacetes, expondo assim a vantagem para lesões mais graves e reforça sete vezes o risco de morrer.

Saiba detalhes:

Los “accidentes” de tránsito causan un tercio de las internaciones por trauma , La Nacion, 30 de junho de 2016

 

This entry was posted in News and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s