Use capacete. A vida é rara! Projeto de Lei é assinado em Campinas (SP)

Use capacete. A vida é rara!

IMG_20160427_123513Esse é o lema do grupo Movimento Sem Trauma, – Lazer e Esporte a favor da Vida,  idealizado por Andrea Wanger, mãe do jovem Michael Braga, de 22 anos, que morreu vítima de uma queda de skate em novembro de 2015, em Campinas.  Ele não usava equipamento de proteção e sofreu traumatismo craniano.

Após grande mobilização do grupo e apoio em diversas instâncias municipais, o grupo conquistou, nesta terça-feira ( 26) a assinatura pelo prefeito da cidade, Jonas Donizete, do projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de capacetes nas competições de skate realizadas no município de Campinas.

O Movimento pretende que a aprovação da lei incentive a conscientização da população sobre a importância do uso dos equipamentos de proteção durante a prática de esportes.

IMG_20160426_183933299

Dr. Jorge Carlos Machado Curi, membro da SBAIT

O cirurgião do trauma e membro da SBAIT,  Dr. Jorge Carlos Machado Curi, esteve presente no evento, ressaltando a importância da criação de leis como essa para a prevenção ao trauma:   “Nós temos um grande compromisso de trabalhar na prevenção, na educação da população. A criação de leis contribui muito para fortalecer a ideia da prevenção da educação contra o trauma.  Esse movimento fortalece muito essa luta nesse grande desafio que é a prevenção do trauma”, reforçou. Segundo ele,  o jovem, do sexo masculino é a faixa etária mais acometida por ocorrências relacionadas ao trauma que, “quando não mata, pode deixar sequelas”.

Com a promulgação da lei, praças, parques e locais do município que possuam pistas de skate receberão placas informativas indicando a importância do uso dos equipamentos de proteção durante a prática do esporte, contendo a frase: ” Proteja sua vida. Skate, só com capacete.

a3eb7b79e16c82213b403c8cf2940f2c

Prefeito assina projeto de lei- Crédito: Antonio de Oliveria

Dados apresentados pelo Movimento Sem Trauma, registram cerca de 50 mil pessoas hospitalizadas no Brasil vítimas de quedas durante práticas esportivas realizadas sem proteção. “Não podemos achar que isso seja uma fatalidade. Como vou ficar omissa?”, questionou Andrea.

Segundo ela, somente em Campinas, quatro jovens morreram de traumatismo com queda de skate no período de outubro de 2015 a janeiro de 2016. “Essas vidas poderiam ser poupadas com uma simples atitude de pôr capacete na cabeça, o que muda toda uma realidade”. ressalta.

 

 

This entry was posted in News and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s