Livro sobre Trauma será lançado hoje no stand da SBAIT

Obra tem 505 páginas dividias em 44 capítulos sobre vários aspectos da doença

livro1

Ricardo Breigeiron, Hamilton Petry de Souza e Daniel Weiss Vilhordo, editores do livro

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática será lançado hoje, às 13h30, no stand da SBAIT no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que acontece até amanhã em Curitiba (PR). Escrita pelos cirurgiões Hamilton Petry de Souza, Ricardo Breigeiron e Daniel Weiss Vilhordo, a obra, com 505 páginas, tem o renomado cirurgião Raul Coimbra como editor internacional.

Os 44 capítulos abordam vários aspectos do Trauma, como prevenção, epidemiologia, graduação de lesões, tecnologias do pré-hospitalar, situações do ponto de vista de atendimento pontual difíceis, críticas e estudo da imagem no trauma, entre outros. “Nós (os autores) não queríamos fazer um manual porque o mercado está cheio de manuais. Por outro lado, também não pretendíamos fazer um livro que fosse um compêndio que estudasse detalhadamente as questões que envolvem a Cirurgia do Trauma”, explica Petry. “Modestamente, acho que está um excelente livro porque as pessoas que contribuíram nos seus diversos capítulos são do mais alto nível”, completa.

livro trauma 2

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática pode ser encontrado nas principais livrarias do País.

No total, são 67 colaboradores nacionais e internacionais. O capítulo de Cirurgia de Controle de Danos, por exemplo, foi escrito por Michael Rotondo. “Ele é o homem que, há cerca de 20, 22 anos, lançou esta proposta, que hoje é uma consagração, que foi uma mudança radical na conduta de determinadas situações traumáticas cirúrgicas”, destaca Petry. Vários membros da diretoria da SBAIT e o atual presidente da entidade, Sandro Scarpelini, também participam do livro.

Um dos diferenciais da obra é a sua abordagem, que foca teoria e prática, de forma objetiva e concisa, com uma sustentação bibliográfica recente e atualizada. “Ele não é enfadonho, prolixo. Nós estamos muito satisfeitos, com uma expectativa que ele vai acrescentar bastante aos estudantes, aos residentes, aos cirurgiões que trabalham pelo Brasil e, quem sabe, até para cirurgiões que trabalham em serviços importantes, diferenciados”, afirma Petry.

Logo na apresentação, Petry já aborda um importante aspecto do trauma: a forma como ele é negligenciado e subestimado pela sociedade e pela mídia. “Esta é a primeira causa de morte até os 40 anos de idade. Epidemiologicamente, é uma questão que tinha de ser tão prioritária quanto as neoplasias, as doenças cardiovasculares”, pondera.

O livro Doença Trauma – Fisiopatogenia, Desafios e Aplicação Prática foi publicado pela editora Ateneu e pode ser encontrado nas principais livrarias do País.

This entry was posted in News and tagged . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s