Traumas do coração, cervical e cuidados no pós-operatório completam programação do 1º dia do Curitiba 2015

Assuntos foram destaque no Espaço do Trauma, que acontece na Sala Tingui

O Espaço do Trauma, no XXXI Congresso Brasileiro de Cirurgia, que acontece de hoje a DSC_0117quarta-feira em Curitiba, voltou a discutir assuntos importantes relacionados ao Trauma no período da tarde. Trauma Penetrante do Coração, Trauma Cervical, Cuidados no Pós-Operatório do Traumatizado e uma sessão interativa com discussões de casos completaram a programação do primeiro dia do evento.

DSC_0105O Trauma Cervical abriu a programação do período da tarde. A mesa redonda, presidida por Nicolau Fernandes Kruel e moderada por Carlos Alberto Fagundes, teve três palestras e uma discussão final. O médico Rodrigo Andrade Vaz de Melo abordou o tema Trauma Contuso da Artéria Carótida, seguido por Ricardo Breigeiron, que falou sobre a Conduta no Ferimento por Arma Branca na Zona 2 em Doente Assintomático. A terceira palestra foi ministrada pelo médico Tarcisio Vearsiani Filho. Ele destacou o tema Lesão da Laringe e Traqueia: é possível o tratamento não operatório?

DSC_0120Os cuidados no pós-operatório do traumatizado foram abordados em mais uma mesa redonda. O tema central foi dividido em três partes: como e quando realizar o controle         da Pressão Intra-abdominal, através da palestra do médico Marcelo Augusto Ribeiro Junior; quando a Rabdomiólise após trauma contuso preocupa, abordada pelo médico Newton Djin Mori; e como tratar fístula de intestino delgado em peritoniostomia, tema da palestra do médico Domingos André Fernandes Drumond. O presidente da mesa foi o médico Fabio Henrique de Carvalho, e a moderação ficou por conta do presidente da SBAIT, Sandro Scarpelini.

Uma sessão interativa, com a apresentação de vários casos, fechou a programação do DSC_0130primeiro dia do evento no Espaço do Trauma. Como sempre acontece neste tipo de apresentação, houve grande participação da plateia, formada, em sua maioria, por cirurgiões de todo o País. A sessão foi presidida pelo médico Daniel Souza Lima e moderada pelo paraguaio Gustavo Miguel Machain Veja.

O primeiro caso foi apresentado pelo médico Maurício Godinho, de Ribeirão Preto. Na sequência, o médico Fernando Campelo Spencer Netto, do Paraná, apresentou o caso de um politrauma grave em um homem de 53 anos, causado por um evento de trânsito. O último caso foi apresentado pelo médico Sizenando Vieira Starling, que contou o caso de um policial militar, de 30 anos, vítima de uma perfuração por arma de fogo. A sessão foi fechada após uma ampla discussão, com a participação dos membros da mesa e da plateia.

This entry was posted in News and tagged , . Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s